ATLETIX ANTIX COLEÇÃO 3
Comprar

Atletix – Coleção Primavera/Verão 2017 da Antix

☀ Conheça a Atletix, nova coleção da Antix ☀

Foi dada a largada para a Atletix, a coleção de primavera-verão 2017 da Antix! Uhu! As peças trazem óbvias referências ao estilo college, também chamado preppy. O preppy foi uma das maiores tendências da moda na década de 1950 e era o queridinho dos alunos descolados da classe A das maiores universidades europeias e norte-americanas. O estilo é também um dos meus TOP 3 favoritos da vida e está quase sempre presente nos meus looks! A marca, como a essa altura vocês já sabem, é uma das minhas favoritas da vida, e sempre aposta em referências aos anos 50 na criação das coleções. Ainda assim, a Atletix é bem atípica para a Antix, já que o universo dos esportes nunca foi pauta das estampas da marca. Mesmo as coleções de verão anteriores eram marcadas pela tendência ladylike, com menções visíveis também à moda lolita.

Muito midi, alguns longos, decotes ciganinha, croppeds e camisetas de algodão dividem lugar com os clássicos barrados estampados da Antix. Além da minha modelagem favorita da vida, quase icônica, que tem saia godê, cintura bem marcada e manga curta. Ou seja, a coleção inova sem deixar as clientes mais conservadoras na mão.

A minha coisa favorita da Atletix, sem dúvidas, é a presença forte do algodão. Já falei algumas vezes que em 99% dos casos abomino malhinha, viscose, chiffon e afins. Ainda bem que a moda evoluiu muito na década de 60 e os tecidos sintéticos ajudaram a democratizar as tendências, mas até hoje não há nada como um bom e velho tecido natural. Mais duráveis, cheirosinhos e fáceis de lavar, vestidos de algodão são muito mais amor! Ainda bem que a Antix voltou por esses caminhos, porque andei vendo muito neoprene e viscose maquinetada nas últimas coleções. Sofri, deixei de comprar várias peças, mas foi bom que não gastei dinheirinhos que poderiam ser usados em maravilindas peças de algodão.

A paleta de cores tem bastante azul, o que eu amo, além de verde, terracota, mostarda, vermelho queimado, preto e tons pastel. A marca anunciou ainda que vai lançar nessa coleção uma linha fitness, com roupas específicas para a prática de esportes. Biquínis, maiôs, tênis, patins e bolsas de academia que já vêm com squeeze e toalhinha. Muito gracinha, né? Os acessórios não têm tantas referências fitness e mantêm o jeitinho fofuxo de sempre, com muitos bichinhos e o passarinho que é ícone da marca.

Coleção Atletix Antix primavera-verão 2017 blog declara

Se quiser ver mais posts sobre a Antix, clique aqui. E pra quem curte esse estilinho, aqui no blog tem um post com mais de 70 achados no Aliexpress com o estilo da Antix.

Ok, ok, agora, a tradição DeClara pós-lançamentos Antix: a minha seleção de peças favoritas.

Coleção Antix primavera-verão 2017 favoritos declara 3Coleção Antix primavera-verão 2017 favoritos declara 2Coleção Antix primavera-verão 2017 favoritos declara

Clique aqui para mais posts sobre os vestidos lindos da Antix no Declara!

O que vocês acharam da coleção? Quais as peças favoritas de vocês?


Pra mais pitacos sobre moda, me acompanhe nas redes sociais!
Instagram, Facebook, Pinterest.

antix barrado papoulas blog declara

a inveja das inimigas não faz o seu sucesso declara blog
Sentir

A inveja dazinimiga não faz o seu sucesso

☀ Desde quando alimentar a inveja alheia virou uma boa ideia?  ☀

“A sua inveja faz o meu sucesso.”

“Seu recalque é o caminho da minha fama.”

“Beijinho no ombro pro recalque passar longe.”

“Dia difícil para as inimigas…”

Cada uma dessas frases tem centenas de milhares de resultados no Google e, arrisco dizer, você já disse, leu ou ouviu algumas delas várias vezes nos últimos três anos. A nossa geração entrou num loop vicioso de acreditar que o sucesso está atrelado ao que as outras pessoas – geralmente, mulheres – sentem e não só às conquistas e pronto. Pior: ao que elas sentem de ruim, e não de bom.

Muitas de nós nem percebemos e entramos na dança. Como se já não fôssemos incentivadas o bastante pelo cinema, pela TV, pelas música e pela própria educação tradicional a alimentarmos uma competição interminável, agora, até o gosto do nosso sucesso precisa vir acompanhado do gostinho de inveja alheia. Não basta “vencer na vida”, temos também que pisar nas recalcadas, lacrar na cara das inimigas!

Desde quando alimentar a inveja alheia virou uma boa ideia? Para mim, é um sinal de que desaprendemos a (um dia soubemos?) caminhar juntas. Me chamem de purista, de sonhadora, mas prefiro acreditar no mito da sororidade do que nesse que diz que somos todas competidoras invejosas. Prefiro acreditar no sonho de desbravarmos caminhos juntas, lutando por mais direitos e espaço, do que no pesadelo que é essa necessidade eterna de chutar a escada depois de conseguirmos conquistar nosso lugarzinho ao Sol. Por isso, sugiro o inverso: que subamos todas! Cada uma a seu tempo, mas aprendendo um pouco com cada uma que tenha desbravado antes os caminhos tortuosos do sucesso. Até porque, não, infelizmente o Sol ainda não brilha para todas – mas certamente deveria.

Cada uma de nós traz consigo infinitas habilidades e experiências únicas. Não dá para entender isso de perdermos tempo competindo, nos comparando, quando poderíamos estar ganhando tempo compartilhando histórias e conhecimento. Juntas, somos melhores. A vida real não é um grande jogo de tabuleiro: o jogo não acaba porque porque uma de nós chegou primeiro à reta final. Ainda bem. Afinal, existem tantas retas finais, tantas variedades de sucesso que chega a ser prepotente ingênuo acreditar que o que você considera sucesso é o que todas as outras também desejam. Não esqueça: cada uma deve encontrar o seu próprio jeito de ser feliz.

Proponho falarmos em admiração, não inveja. Inspiração, não cópia. União, e não recalque. Exponho assim um outro jeito de (re)pensar – e eu sei que não sou a única a concordar com ele. Para sair distribuindo em panfletos por aí:

A inveja dazinimiga não faz o seu sucesso porque não somos inimigas. Ah, e, claro, porque conquistaríamos – conquistaremos! – muito mais sucesso juntas.

Gostou? Clique aqui para mais posts da categoria “Sentir” do Blog Declara. 


Psiu, me acompanhe nas redes sociais, sim?
antix barrado papoulas blog declara inveja das inimigas
Instagram, Facebook, Pinterest.
Mad Me Peggy feminismo
Explorar

Cinco motivos pelos quais Mad Men é uma série sobre mulheres

Não é novidade que Mad Men é um seriado que preza por suas mulheres. O seu time de roteiristas sempre contou com uma porcentagem muito significativa de mulheres, e o próprio criador do seriado, Matthew Weiner, já declarou em diversas ocasiões a importância que as mulheres e o feminismo têm na trama. O resultado disso é um dos seriados que melhor retratam mulheres da história da televisão.

5 motivos pelos quais Mad Men é uma série sobre mulheres

1. O cenário machista serve de pano de fundo para o heroísmo das personagens femininas

Mad Men Joan

É fácil se assustar com a quantidade de atrocidades que acontecem com as mulheres no seriado. Elas são repetidamente diminuídas, abusadas, menosprezadas e julgadas por uma penca de homens parrudos e importantes no meio da publicidade. No entanto, isso se apresenta muito menos como descaso com construção das personagens femininas e muito mais como uma oportunidade para que elas possam brilhar e crescer na série, à medida em que conquistam vitórias – por meio de muito esforço – nesse meio que lhes é tão hostil. Continue Reading

LOOK DECLARA XADREZ E BARBIE
Usar

Como usar saia no inverno I: Look DeClara – Xadrez + Barbie!

🌧 Como usar saia no inverno + Xadrez + Barbie 🌧

Oi, princesas! ☀

Os looks DeClara voltaram. Eu sei, eu sei que já falei isso. Mas, dessa vez vai rolar, até porque achei fotógrafas maravilindas para me acompanhar nessa empreitada semanal. As fotos desse post, por exemplo, foram tiradas pela incrível Alaska Ferreira. O look, como a maioria dos que visto, tem inspiração na moda dos anos 50.

look declara como usar saia no inverno college barbie

A padronagem da saia em tons 100% Barbie (minhas cores favoritas!), combinada ao moletom e ao tênis branco com rosa já entregam as referências do look. A inspiração, claro, vem do college, que viria a ser chamado preppy. O xadrez, junto com as listras, é a estampa mais famosa e com menos derrapadas na história da moda ocidental. Momento historinha da moda: usada por séculos pela aristocracia europeia, principalmente a escocesa, foi resgatada por Chanel e levada ao vestuário feminino nos anos 20. As milhares (!) de padronagens conhecidas do xadrez permitem que ele seja uma estampa atemporal, ou melhor: multitemporal.

look declara como usar saia no inverno college barbie 2 Continue Reading