Kebab Salonu e onde comer em São Paulo.
Comer

Kebab Salonu | Onde comer em São Paulo #1

Kebab Salonu: um turco para amar na Vila Madalena

Eu amo comida árabe. Amo kebab, coalhada seca, homus, zátar, pão sírio e o que mais vier. Por isso, posso dizer com tranquilidade que já fui em uns bons dez ou doze restaurantes árabes diferentes em São Paulo. E completar, ainda mais tranquilamente, que o meu favorito é o Kebab Salonu. Ele não é o mais barato, mas também não é o mais caro, e com certeza compensa os 5 reais a mais na conta por ser o mais gostoso de todos até agora.

Você conhece o Kebab Salonu?

O ambiente: pequeno, aconchegante, com os especiais do dia escritos no quadrinho.

Eu conheci o Kebab Salonu por um único motivo: é bem perto do metrô Vila Madalena e ridiculamente perto da minha casa. Vivia em carência de lugares próximos e gostosos, refém do metrô, do delivery e do Uber (dramas) toda vez que queria comer algo genuinamente gostoso, até que um dia estava andando de boas e vi que um novo lugar tinha aberto. Um novo lugar que vendia kebabs. Desde o nosso emocionante encontro, eu e o Kebab Salonu viramos grandes comparsas e só não mais comparsas porque a taxa de entrega é 10 reais, então eu preciso realmente trocar de roupa, me preparar para a chuva, o calor e o frio, etc. se quiser comer lá.

De qualquer maneira, sou frequentadora fiel da casa há um ano e meio. Então, mesmo com poucas fotos do lugar – kebab não é a comida mais bonita do mundo, né? – posso pitacar sobre praticamente todos os pratos.

Os preços dos kebabs começam em 25 reais e terminam em 35, com o kebab de picanha de cordeiro. Há diversas opções vegetarianas no cardápio, o que é um plus. Não que eu escolha as opções vegetarianas, além da porção de falafel – que é incrível, peçam! -, é claro. Em compensação, já provei todos os kebabs com carne. E são todos muito bons. Ainda assim, acho que o mais caro de todos não compensa, porque não é melhor do que os outros no menu.

Onde comer kebab em São Paulo: Kebab Salonu

Kebab Salonu, obrigada por esta maravilha.

Aliás, vou contrariar todos os meus princípios e dizer que o melhor kebab no cardápio é, de longe, o Kebab Shish Tavuk (R$27), que é de frango. Juro, juradinho. Ele vem com frango, folhas, salada de cebolas assadas ao limão, azeite e sumac (um tempero maravilhoso), tomate grelhado, coalhada e batatas fritas. E é, fácil, o melhor kebab que já comi, incluindo os kebabs maravilhosos que comi em Londres. Dou ☀️☀️☀️☀️☀️/5.

Outras recomendações são as batatas fritas ao zátar (entre R$6 e R$8, não tenho certeza): maravilhosas, embora salgadíssimas (o zátar é um condimento bem salgado). Às vezes, peço pra tirar ou maneirar no zátar e sou bem feliz com batatas fritas baratas e caseiras pra molhar na coalhada ou turbinar o kebab.

O falafel, que é de outro mundo. Crocante por fora, cremoso por dentro, para fazer felizes vegetarianos e não-vegetarianos. O kebab vegetariano (R$25) é com falafel, beringela, cebolas, folhas e tomate e faz sucesso. Mari, minha amiga que mora comigo, pede esse, mesmo sendo carnívora. Daí cês tiram o quanto é bom.

Agora, uma homenagem especial ao pão sírio (2 por R$8) do Kebab Salonu. Gente. Do. Céu. É bom até pra comer puro. É feito na hora, vem quentinho, é grande, com a espessura ideal e fica ainda mais perfeito com homus. Só de falar do pão de lá, eu já salivo. É bom, bom, bom demais. Outro da série: melhor que já comi.

Onde comer em São Paulo? Kebab Salonu

Pides de carne: gostosíssimas.

As esfihas abertas, também chamadas pides (R$4,20), saem em fornadas cheirosíssimas e sempre com sabores diferentes. Já provei a de queijo e a de carne e eram gostosas, embora esfiha não seja muito a minha praia. Importante dizer: o Kebab Salonu serve também saladas e meu namorado sempre pede a Piyaz Salatasi (R$21), que vem com feijões brancos no azeite e limão, folhas, tomate, pepino e ovo cozido. É bem bonita e ele gosta, mas eu fico com o meu kebabinho mesmo.

Por último, os acompanhamentos: a pimenta da casa, que é cortesia, é deliciosa. Deliciosos também são o homus (R$10) e a coalhada (R$12).

Fica aqui a minha recomendação e a certeza de que, se você passar a frequentar o Kebab Salonu, um dia nos bateremos por lá.

Ficha técnica do Kebab Salonu

Endereço: Rua Heitor Penteado, 699 – Sumarezinho – São Paulo – SP.
Nos outros dias, abre às 12h e só fecha às 23h ou 0h (na sexta e no sábado).
Fecha às segundas.
Tem delivery no site.

Gostou? Clique aqui para mais posts da categoria “Comer”! 🙂


Para MUITAS dicas de onde comer em SP, em Sergipe e pelo mundo, me siga no face e no insta ☀️

Instagram, Facebook.

antix barrado papoulas blog declara rosa na decoração

 

rosa na decoração blog declara
Inspirar

Rosa na decoração: inspiração cor de rosa

💖 Tô amando: rosa na decoração 💖

Rosa na decoração, rosa nas roupas, rosa no cabelo, rosa nos emoticons de coração, ver o lado cor de rosa das coisas. Sou uma adepta convicta da cor rosa na vida. Esse post é um mix de várias inspirações bem lindas de rosa na decoração: de quartos, salas, corredores, banheiros e cozinhas com alguns ou vários elementos nos mais diferentes tons da cor.

Eu não sei se vocês já viram o anúncio que fiz na fanpage do blog, mas estou fazendo uma pesquisa para conhecer melhor as leitoras e os leitores do Declara. Das pessoas que responderam até agora, mais de 40% pediram mais posts com inspirações de decoração e daí me surgiu a ideia pra esse sobre rosa na decoração. Se você também quer dar pitacos sobre pautas, conteúdo, mudanças e novas redes sociais, clique aqui e responda ao questionário você também. É bem rapidão, prometo. São quinze perguntas no total, contando as facultativas, e só duas perguntas *obrigatórias* envolvem escrever, as outras são de múltipla escolha. Continue Reading

gola alta: como usar e ficar linda!
Usar

Gola Alta: como usar gola rolê e ficar incrível

| Gola alta: origem e como usar |

Quem vê as peças de gola alta (ou gola rolê, ou turtleneck) pipocando em quase todos os looks das Kardashians, nas páginas da Vogue e nos desfiles das temporadas de moda dos últimos anos pode até pensar que são uma novidade na moda. Momento história da moda no Declara: Não são. A gola rolê faz parte da moda ocidental, pelo menos, desde o século XV, adornada com babados e principalmente na moda masculina europeia. No entanto, foi no século XIX que ela tomou as formas que conhecemos hoje, usada por trabalhadores, artistas e intelectuais. A partir do século XX, ela ganhou ares de contracultura e rebeldia, sendo quase um uniforme dos existencialistas, que décadas depois seriam apelidados de beatniks. Um exemplo de look bem beatnik é o todo preto de Audrey Hepburn na última montagem desse post, que ela usa no filme Cinderela em Paris (que eu amo de paixão!).

Embora Greta Garbo já fosse adepta da gola alta nos anos 20 e 30, foi a partir de 1940 que as divas do cinema ficaram realmente marcadas pelas roupas com turtleneck. Lauren Bacall (a terceira à direita na primeira montagem), Audrey Hepburn, Marilyn e Brigitte Bardot, por exemplo, eram sempre fotografadas com sweaters e blusas de gola alta. Nas décadas de 60 e 70, então, a gola rolê virou tendência máxima até no verão, com vestidinhos curtos e regatas. Twiggy, essa linda, era praticamente uma embaixadora da tendência.

gola-alta-e-gola-rolê-vintage_1 Continue Reading

Lista com os melhores livros sobre fotografia.
Explorar

Os 10 melhores livros para entender tudo sobre fotografia

📷 Os melhores livros sobre fotografia  📷

Guest post | Seja um fotógrafo iniciante, amador ou profissional, esses 10 livros sobre fotografia são praticamente obrigatórios. Não basta apenas apertar o botão da câmera, existem muitos outros passos antes de conseguir a imagem perfeita. Neste post, reunimos os melhores livros sobre fotografia sobre diversos aspectos, como: dicas de fotografia, grandes nomes da profissão, composição, princípios básicos e até, claro, a edição final no computador. Confira:

01 | Tudo sobre fotografia – David Campany e Juliet Hacking

Uhu, os melhores livros sobre fotografia!

Os melhores livros sobre fotografia: geral.

Já ouviu falar daquela famosa frase: “Não julgue o livro pela capa”? Pois é exatamente isso que você deve fazer aqui. À primeira vista, o livro de Campany e Hacking pode parecer um pouco iniciante, mas ele é uma fonte incrível para entender todo o trajeto da fotografia e sua evolução. Desde o registro documental até a fotografia publicitária, o livro aborda profundamente todos os estilos e seus grandes nomes. Com mais de mil ilustrações, você aprenderá de verdade sobre fotografia.

02 | Composição de simples fotos a grandes imagens – Laurie Excell

Os 10 melhores livros sobre fotografia!

Os melhores livros sobre fotografia: composição.

Um passo importantíssimo, antes de fazer um click, é pensar na composição da imagem. Na maioria das vezes os cenários e momentos não se alinham perfeitamente para a câmera, então é tarefa do fotógrafo entender de que maneira ele pode tornar cada captura única – por mais simples que ela seja.

03 | Como ler uma fotografia – Richard Salkeld

Os melhores livros sobre fotografia!

Os melhores livros sobre fotografia: interpretação.

Sim, a composição das fotos é como um texto que possui uma mensagem a ser transmitida. No entanto, para sabermos “escrever” a fotografia, precisamos saber como “ler” ela. E é o que Salkeld aborda em seu livro: a análise visual de grandes fotografias.

04 | Curso de fotografia de moda – Eliot Siegel Continue Reading