15 coisas que toda garota de 15 anos precisa saber!
Inspirar, Sentir

15 coisas que toda garota de 15 anos precisa saber

| O que toda garota de 15 anos precisa saber? |

As experiências, dores e belezas de cada uma são muito diferentes. Ainda assim, se todas as adolescentes soubessem de algumas coisas, não só as suas vidas, como a sociedade como um todo, seriam melhores. Pensando nisso, listei as coisas que acredito que toda garota de 15 anos precisa saber. Ficou assim: uma mistura das coisas que eu queria ter sabido aos 15 anos e das que mudaram a minha vida e/ou me fizeram alguém melhor.

As 15 coisas que toda garota de 15 anos precisa saber

1. Fazer 18 anos não muda nada.

Os filmes, os livros, as séries, tudo indica uma única verdade: a sua vida vai mudar radicalmente aos 18 anos. Você será mais independente, adulta e poderá viver de acordo com as próprias regras… Não é bem assim. Na verdade, as conquistas que costumamos associar aos 18 anos pouco têm a ver com a idade e, sim, com responsabilidade. Entrar para a faculdade – principalmente, fora da sua cidade e pública (ou paga por você) -, estagiar, começar a trabalhar: essas, sim, são coisas que vão te permitir ser mais livre.  

2. Intuição de mãe é mágica.

Parece até que é implicância gratuita quando sua mãe não gosta de fulaninha, prefere que não vá a um lugar específico e diz que sicraninho não é lá uma pessoa muito boa. Na dúvida, acredite. Não só porque é sua mãe, não só porque é intuição feminina, mas porque a sua mãe só quer o melhor pra você. Se ela, que te ama e viveu vários anos a mais do que você, consegue enxergar uma situação de outro ponto de vista e te dar um aviso, ouça. É quase como se uma você do futuro voltasse só para te prevenir de se meter em encrenca.

3. Suas decisões podem mudar – muito! – a sua vida.

Aos 15 anos, tudo parece muito distante. A faculdade, a vida adulta, o mercado de trabalho. O tempo parece passar mais devagar. Por isso, muitas vezes, não paramos para pensar em como uma escolha pode abrir – ou fechar – portas. E como pode!

4. “Para sempre” não necessariamente quer dizer a vida inteira.

A frequência de “para sempres” que eu falei dos 13 aos 16 é, no mínimo, 5 vezes maior do que a dos 17 até agora. Amigos para sempre. Te amo para sempre. Desde sempre, para sempre. “Para sempres” acabam, sim, e como acabam! O que toda garota de 15 anos precisa saber, contudo, é que isso não precisa ser ruim. O que foi incrível a ponto de ter rendido um “para sempre” com certeza cumpriu o papel que deveria na sua vida, mesmo que tenha acabado.

Continue Reading

onde comprar lingerie online
Comprar

Onde comprar lingerie online e sob medida #1: Virall Retrô

| Sobre a Virall Retrô e comprar lingerie |

Descobri a Virall há uns três anos, procurando por biquínis com cintura alta. Encontrei um lindo com poás, amei, comprei, usei e uso até hoje. Mas o post de hoje não é sobre biquínis retrôs (vocês querem um post sobre onde comprar biquínis assim?), é sobre comprar lingerie.

Preciso começar dizendo que comprar lingerie foi um sofrimento pra mim durante muito tempo. Não porque não achasse opções lindas, mas porque nunca achava o caimento perfeito. Não tenho muito seio e sou alta, com ombros largos, então sempre sobrava um espacinho no sutiã.
Há alguns anos, descobri os sutiãs de marcas *diferenciadas* que tinham numerações diferentes para as costas e para a taça. Resultado: comprar lingerie virou um amor na minha vida. Mas sempre me perguntava se não seria melhor ainda se fosse algo feito 100% pra mim, um conceito que amo. Só que eu sabia que desenvolver lingerie era difícil, caro e que não era trabalho pra qualquer costureira. Encontrar algo lindo e que pudesse ser comprado online, então, seria mais difícil ainda.

virall retrô

Virall: Lingerie retrô para todos os corpos. | A calcinha do conjunto do meio custa 30 e o sutiã, 45.

 

Ainda bem que ser difícil não quer dizer ser impossível, né?

A Virall Retrô, que faz também lingerie, não só conseguiu fazer isso, como faz muito bem. Patricia, a estilista, e Heloise, a produtora, me enviaram conjuntinhos lindos de viver e eu me encantei ainda mais pela marca. Tirei algumas fotos, mas não vai rolar selfie, porque ainda não tenho toda essa auto-confiança pra arrasar na selfie de sutiã e calcinha aqui no Declara.

lingerie virall retrô

Um dos conjuntinhos que recebi e amei. | Na loja, a calcinha custa 40 e o sutiã, 70.

Obs: este é mais um post da tag #CompreDeQuemFaz do Declara. Se quiser conhecer mais lojas incríveis e artesanais, clique aqui. Continue Reading

onde comer em aracaju sergipe
Comer, Explorar

Onde comer em Aracaju #1: melhores sorveterias de Aracaju

Moro em São Paulo há 5 anos, mas sou aracajuana. E eu quero trazer mais e mais dessa identidade pro Declara, simplesmente porque minha cidade é incrível. Risos. As comidas de lá são maravilhosas, os preços são infinitamente melhores do que os de São Paulo e ainda tem praia. Pois bem, começo essa série sobre onde comer em Aracaju com essa lista das melhores sorveterias de lá.

Obs: Se você é de SP e quer saber quais são as dez melhores sorveterias paulistanas, clique aqui.  Continue Reading

o que é couchsurfing quais as vantagens do couchsurfing
Explorar

Couchsurfing: o que é e quais as vantagens e desvantagens

O couchsurfing é uma forma única de viajar. Uma experiência transformadora que se baseia na solidariedade entre pessoas completamente desconhecidas e na vontade de se tornarem, quem sabe, amigas para a vida.

Mas o que é “Couchsurfing”?

Se você nunca ouviu falar disso, eu explico: couchsurfing é uma forma de hospedagem. O site (e aplicativo) de mesmo nome funciona como uma rede social de viajantes que querem fugir um pouco do método tradicional de viagem. Através do site, pessoas oferecem um sofá (daí o nome, surf de sofá, em uma tradução muito livre) para outras que procuram hospedagem. Mas não se engane, couchsurfing não deve ser interpretado como apenas um meio barato de viajar. É também uma forma de economizar com hospedagem, mas é principalmente uma maneira de conhecer pessoas do mundo todo com interesses parecidos com os seus.

A interação entre quem viaja e quem hospeda é essencial para a experiência ser completa. É claro que você não precisa passar todo o tempo com seu host, mas conhecê-lo melhor faz parte do pacote. Até porque ao utilizar a rede social é preciso fazer um perfil detalhado contando sobre você, seus interesses, suas experiências passadas etc. A partir disso é que a pessoa vai decidir se aceita recebê-lo ou não. Afinal, ninguém quer ter em sua casa alguém com quem não tem nada em comum. Continue Reading