Últimos Vídeos

Visite a TV DeClara!

rivalidade feminina
Inspirar

Pelo fim da rivalidade feminina: um breve guia feminista

A rivalidade feminina faz parte da socialização de mulheres, que são educadas a entender as outras como concorrentes.

Tá, mas onde/quando aparece?

- Na sala de aula ou no escritório, quando mulheres competem entre si para se destacar;

- Quando uma mulher erra e outras a julgam com muito menos compaixão do que julgariam um homem pelo mesmo erro;

- Toda a cultura que diz: lidar com mulheres é complicado, pois são falsas e invejosas;

- No distanciamento entre mulheres jovens ("valiosas") e mais velhas ("bruxas");

- Na maioria das representações femininas na mídia.

A questão é complexa e ainda terá um Explicando só para ela, mas decidi adiantar nesse pequeno guia feminista de como fazer mais amigas e se cercar de mulheres.

Clique para ler mais
o mito da produtividade
Inspirar

O mito da produtividade 24/7 e a relação com a culpa

Trabalho. Casa. Família. Amigos. Estudos. Projetos paralelos. Um idioma. O freela que daria para correr atrás. A rotina de exercícios. A alimentação da semana. Talvez, o novo hobby. Tudo isso é visto como produtividade.

Mesmo na hora da pausa, existe o lazer considerado digno, edificante... E o fútil. E, junto com tudo isso, claro, há a culpa.

Todos os minutos, de todos os dias, poderiam ser preenchidos com uma tarefa produtiva. Mas deveriam?

O discurso da mídia e dos coaches ensina: se você não parar, chegará para aproveitar. é O Sucesso™ e nunca chega. Porque a meritocracia e a produtividade 24/7 são duas mentiras.

Clique para ler mais
meninas amadurecem mais cedo
Inspirar

Meninas amadurecem mais cedo: será?

"Meninas amadurecem mais cedo" e... "meninos serão sempre meninos".

"Meninas saem com homens mais velhos porque meninos são muito infantis."

"Meninos são assim mesmo..."

"Meninas são mais responsáveis e maduras do que meninos."

"Ele é só um menino. Você é uma mocinha!"

"Ela é madura pra idade, ele é meninão!"

Você provavelmente já ouviu ou disse uma dessas frases. Vamos desconstruir?

Clique para ler mais
Inspirar

Síndrome da impostora: o que é e de onde vem?

A síndrome da impostora, ou "fenômeno impostor" é a sensação de não merecimento que acomete muitas mulheres. O fenômeno começou a ser estudado na década de 1970 e inicialmente estava relacionado ao mercado de trabalho.

O que causa a síndrome da impostora?

Há muitas causas, mas as mais citadas são:

- Falta de representatividade: poucas mulheres na liderança das empresas, na política, na mídia. Por isso, todas as mulheres podem sofrer com ela... Mas, principalmente, as que passam mais longe do padrão de beleza.

Clique para ler mais
dicionário sexista
Inspirar

Dicionário sexista: traduza o sexismo no dia a dia

Dicionário sexista: traduzindo expressões do vocabulário sexista.

"Louca"
dicionário sexista mulan

1. Termo para descrever a mulher que sai da caixinha ou incomoda. Seja por apontar situações machistas, por vestir o que gosta ou apenas por não querer casar/ser mãe.

Toda mulher livre é também louca no vocabulário sexista.

2."Louca" também caracteriza a mulher que segue a própria intuição. Principalmente se, por causa dela, descobrir uma mentira do outro. Sinônimo: "paranoica".

Exemplos/em frases: 

2."Eu nunca faria isso, tá louca?"

1."Ela agora decidiu mudar de carreira, que loucura...

1."Ela ainda teve coragem de ME chamar de machista! Louca demais!"

"Fácil"
dicionário sexista fácil

1. A mulher que tem controle sobre a própria sexualidade. Está interessada? Diz. Quer ficar com alguém? Fica. Quer transar no primeiro encontro? Transa.

Fica difícil controlar e enganar uma mulher que só segue um desejo: o próprio.

2. Quando é "elogio", ser "fácil" é não levantar a voz, não reclamar e dizer bastante sim. Nos dois usos, a palavra tem a ver com controle.

Exemplos/em frases:

1."Ela é fácil, não se dá ao respeito!"

2."Gosto porque você é fácil, não é como as feminazis!"

Clique para ler mais
AS GUARDIÃS DE HOMENSGENTE PRECONCEITUOSA PODE SER “LEGAL”O PRECONCEITUOSO APRENDIZHOMENS BRANCOS E O PERDÃOAmor romântico & lógicas sexistas