Browsing Tag

blog feminista

rivalidade feminina
Inspirar

Pelo fim da rivalidade feminina: um breve guia feminista

A rivalidade feminina faz parte da socialização de mulheres, que são educadas a entender as outras como concorrentes.

Tá, mas onde/quando aparece?

– Na sala de aula ou no escritório, quando mulheres competem entre si para se destacar;

– Quando uma mulher erra e outras a julgam com muito menos compaixão do que julgariam um homem pelo mesmo erro;

– Toda a cultura que diz: lidar com mulheres é complicado, pois são falsas e invejosas;

– No distanciamento entre mulheres jovens (“valiosas”) e mais velhas (“bruxas”);

– Na maioria das representações femininas na mídia.

A questão é complexa e ainda terá um Explicando só para ela, mas decidi adiantar nesse pequeno guia feminista de como fazer mais amigas e se cercar de mulheres.

Clique para ler mais
o mito da produtividade
Inspirar

O mito da produtividade 24/7 e a relação com a culpa

Trabalho. Casa. Família. Amigos. Estudos. Projetos paralelos. Um idioma. O freela que daria para correr atrás. A rotina de exercícios. A alimentação da semana. Talvez, o novo hobby. Tudo isso é visto como produtividade.

Mesmo na hora da pausa, existe o lazer considerado digno, edificante… E o fútil. E, junto com tudo isso, claro, há a culpa.

Todos os minutos, de todos os dias, poderiam ser preenchidos com uma tarefa produtiva. Mas deveriam?

O discurso da mídia e dos coaches ensina: se você não parar, chegará para aproveitar. é O Sucesso™ e nunca chega. Porque a meritocracia e a produtividade 24/7 são duas mentiras.

Clique para ler mais
meninas amadurecem mais cedo
Inspirar

Meninas amadurecem mais cedo: será?

Meninas amadurecem mais cedo” e… “meninos serão sempre meninos”.

“Meninas saem com homens mais velhos porque meninos são muito infantis.

Meninos são assim mesmo…

Meninas são mais responsáveis e maduras do que meninos.”

Ele é só um menino. Você é uma mocinha!”

“Ela é madura pra idade, ele é meninão!”

Você provavelmente já ouviu ou disse uma dessas frases. Vamos desconstruir?

Clique para ler mais
dicionário sexista
Inspirar

Dicionário sexista: traduza o sexismo no dia a dia

Dicionário sexista: traduzindo expressões do vocabulário sexista.

“Louca”
dicionário sexista mulan

1. Termo para descrever a mulher que sai da caixinha ou incomoda. Seja por apontar situações machistas, por vestir o que gosta ou apenas por não querer casar/ser mãe.

Toda mulher livre é também louca no vocabulário sexista.

2.”Louca” também caracteriza a mulher que segue a própria intuição. Principalmente se, por causa dela, descobrir uma mentira do outro. Sinônimo: “paranoica“.

Exemplos/em frases: 

2.”Eu nunca faria isso, tá louca?”

1.”Ela agora decidiu mudar de carreira, que loucura

1.”Ela ainda teve coragem de ME chamar de machista! Louca demais!”

“Fácil”
dicionário sexista fácil

1. A mulher que tem controle sobre a própria sexualidade. Está interessada? Diz. Quer ficar com alguém? Fica. Quer transar no primeiro encontro? Transa.

Fica difícil controlar e enganar uma mulher que só segue um desejo: o próprio.

2. Quando é “elogio”, ser “fácil” é não levantar a voz, não reclamar e dizer bastante sim. Nos dois usos, a palavra tem a ver com controle.

Exemplos/em frases:

1.”Ela é fácil, não se dá ao respeito!”

2.”Gosto porque você é fácil, não é como as feminazis!”

Clique para ler mais
tipos de amizades tóxicas
Inspirar

Amizades tóxicas: 6 tipos para identificar (e não ser!)

Tipos de amizades tóxicas para identificar, debater e abandonar o quanto antes

Olímpica™

Você foi promovida? Nossa… Só agora? Ela foi promovida em 3 meses.

Acabou de ser aprovada no curso que queria? Legal, mas em que lugar? Ela ficou em 1º…

Você está triste porque teve um dia ruim. E ela, que teve um dia mil vezes pior do que você?

A amizade Olímpica™ está em eterna competição – e nem precisa fazer sentido. Ela pode querer ser a melhor. A mais feliz. A mais sofrida. A mais esperta. A mais humilde… Toda conversa vira sobre ela.

Frase preferida: “e eu que…”

Regina George

Cria do patriarcado, Regina vê todas as mulheres como rivais e adora inferiorizá-las, principalmente com brincadeirinhas inocentes.

Regininha repassa todas as opressões que recebe – e um pouquinho mais. Vai fazer comentários sobre sua aparência, sobre suas decisões de vida, sobre sua personalidade. Sempre tentando te “melhorar”, “ajudar” – e destruindo sua autoestima no processo.

É a amizade tóxica mais clássica de todas. Aquela que te faz sentir sempre em dívida. Quase como se fosse um favor ser sua amiga. E não é verdade, tá? Corra. Sem olhar pra trás.

Clique para ler mais
AS GUARDIÃS DE HOMENSGENTE PRECONCEITUOSA PODE SER “LEGAL”O PRECONCEITUOSO APRENDIZHOMENS BRANCOS E O PERDÃOAmor romântico & lógicas sexistas