Browsing Tag

amor

a namorada de cada signo the notebook diário de uma paixão astrologia blog declara tv declara
Explorar

Como é a namorada de cada signo? Descubra!

A namorada de cada signo: veja a sua e deixe seu pitaco!

Astrologia vai muito além dos horóscopos de revista e do signo solar. Para entender um pouco mais sobre o assunto, é importante descobrir e desvendar o próprio mapa astral, além de estudar um tantinho. Mas, convenhamos, qual seria a graça se não pudéssemos brincar um pouco com os estereótipos e as características mais marcantes dos nossos signos solares? Foi baseada nessas características que convidei meninas de signos diferentes para encenarmos, juntas, como seria a namorada de cada signo. Clique para ler mais

grande amor blog declara
Sentir

Eu não quero viver um grande amor

Não quero viver um grande amor

Sem pensar muito ou recorrer ao Google, listo algumas das maiores histórias de amor da literatura: Paris e Helena, Tristão e Isolda, Romeu e Julieta, Eros e Psiquê, Anna Karenina e Vronsky, Orfeu e Eurídice, Medeia e Jasão. Todas, sem exceção, terminam em tragédia.

No cinema, outro desfile: Gerry e Holly (P.S.: Eu te amo), Vada e Thomas (Meu Primeiro Amor), Landon e Jamie (Um amor para recordar), Sylvia e James (Em busca da Terra do Nunca), Katie e Hubbel (Nosso amor de ontem), Guido e Dora (A vida é bela), Georges e Anne (Amour), Jack e Rosa (Titanic).

Não vou sequer entrar no mérito das músicas, da televisão e dos mangás – e nem preciso. As mais lindas histórias de amor são tristes.

Os românticos, autores pertencentes à escola literária dos grandes romances ocidentais, viravam noites e dias cantando as belezas dos amores impossíveis. Dos amores difíceis, sacrificantes, doídos no coração. Os Grandes Amores™. Clique para ler mais

declara Filmes felizes e diferentes do Netflix.
Explorar

6 filmes felizes e diferentes do Netflix para alegrar a vida

Como vocês até já sabem, vivo em busca de filmes felizes que sejam realmente bons para alegrar aquelas noites preguiçosas dos fins de semana. O último post com 5 filmes felizes do Netflix para acabar com a bad fez sucesso, então decidi trazer mais 6 sugestões, só que agora com filmes felizes e diferentes do Netflix para alegrar a vida.

Além disso, “5 filmes da Netflix” é o tema da quarta blogagem coletiva do Blogueiras – Inspiração & Interação, meu grupo amorzinho para blogueirinhas. E, sim, a ideia era mesmo seguir o número 5 à risca, mas aí quando vi já queria indicar 6 e era tarde demais.

Antes que venham me dar puxões de orelha: eu sei que a responsável pelas redes sociais do Netflix já afirmou algumas vezes que “a Netflix é menina”, mas não consigo engolir porque tava todo mundo falando “o Netflix” muito tempo antes disso. Como publicitária formada e agora cursando a pós-graduação, consigo ver mais uma estratégia de storytelling do que qualquer outra coisa. Pra mim, não colou. Amo o Netflix, mas é um site e um serviço de streaming. As pessoas pesquisam no masculino pelo Google e eu entendo como um substantivo masculino. Cada uma com seus encrenquinhas, né? Clique para ler mais

eu não sei falar de amor blog declara clara fagundes blog de comportamento
Sentir

Eu não sei falar de amor

Nunca soube falar de amor

Quem me conhece, sabe bem: não me faltam palavras. Posso manter uma conversa sem qualquer adrenalina mental sobre cabelos, política, viagens, família, sonhos, religião, culinária. Consigo discorrer longamente sobre filmes, livros, programas de TV, músicas, artigos acadêmicos e memes moderninhos. Analisar a fundo as notícias falsas que se espalham nas redes sociais e formar opiniões profundas sobre quase qualquer assunto que seja jogado na mesa. Mas eu não sei falar de amor.

Confesso. Aspirante a escritora que sou, já tentei por diversas vezes dispor palavras e frases e pontos continuando em rascunhos romantizados. Já me peguei anotando frases soltas em guardanapos de papel e decorando pequenos fragmentos textuais que se formaram durante o banho. Porém, falar de amor, amor mesmo, como é, nunca consegui.

Hoje, quando olho para trás, me pergunto se essa grande dificuldade não vinha da minha ignorância frente ao sentimento mais famoso de todos. A gente se engana, não é mesmo? A gente se engana ao cair de amores por histórias de cinema, músicas românticas e contos felizes por aí. A gente se engana que o que quer sentir é, de fato, o que a gente sente.

E aí eu conheci você. Clique para ler mais

la la land resenha emma stone e ryan gosling
Explorar

Resenha de La La Land, o musical do ano com Emma Stone e Ryan Gosling!

Review de “La La Land – Cantando Estações”

Janeiro nem terminou, mas eu já posso dizer de coração aberto que “La La Land” terminará 2017 como um dos melhores filmes do ano, se não o melhor. Grande vencedor do Globo de Ouro, levou nada menos do que 7 prêmios, incluindo “Melhor Ator”, “Melhor Atriz”, “Melhor Diretor” e “Melhor Filme”. Com direção e roteiro de Damien Chazelle, de “Whiplash”, figurino de Mary Zophres (de O Grande Lebowski”) e trilha sonora de Justin Hurwitz (também de “Whiplash”), “La La Land” não é sóo melhor musical da década, como foi uma das melhores experiências cinematográficas da minha vida.

[Para descobrir quais foram os melhores filmes de 2016, clique aqui.]

NÃO HÁ SPOILERS AQUI!

A primeira coisa a se falar sobre “La La Land” é que ele é um filme sobre o amor. A segunda é que é uma clara homenagem aos musicais clássicos, como Les Demoiselles de Rochefort (1967),Os Guarda-Chuvas do Amor (1964), Grease (1978), O balão vermelho (1956),West Side Story (1961), Sweet Charity (1969), Cantando na Chuva (1952), Shall We Dance (1937), Moulin Rouge (2001) e Cinderela em Paris(1951), alguns dos meus filmes favoritos da vida. O enredo é dividido em estações que, com o tempo, você descobre que pouco têm a ver com o clima. A primeira cena, que se passa no inverno, é um prato cheio para quem é apaixonado pelo gênero. Pessoas em carros coloridos presas no tráfego de Los Angeles saem do tédio cantando a esperança e a alegria de mais um dia de Sol. É aí que Sebastian e Mia, os protagonistas, se encontram pela primeira vez. Mia ensaia sozinha as falas para (mais) um teste de elenco e não presta atenção aos carros que começam a se mover. Seb a ultrapassa, irritado. Clique para ler mais