Romantização da pobreza: o pobre não pode nada?
Inspirar

Romantização da pobreza: o pobre não pode nada?

uma reflexão sobre o imaginário popular – e romantizado – da pobreza.

A pobreza que abre mão de tudo e que nunca cede aos prazeres mundanos.
A pobreza que precisa não ter NADA para merecer o mínimo.
A pobreza humilde, sofrida… bonita, quase.
Ela se opõe, claro, à pobreza preguiçosa, merecida.

São essas as ideias por trás das frases:

“Seu filho não tem leite e você está pedindo na internet? Venda o celular!”

“Será que tá sem leite mesmo? Ou você não está fazendo o que deveria?”

E de tantas outras, tão rotineiras:

-“Dinheiro não traz felicidade”;
-“Deus ajuda quem cedo madruga”;
-“Não adianta dar o 🐟 para quem não quer pescar”;
-“Pobre não precisa de muito pra ser feliz…”
-“Diz que é pobre, mas… (qualquer lazer ou conforto)”
-“Não quer trabalhar, prefere pedir”.

Você já ouviu ou até disse algo assim?

Culpar as pessoas pela própria pobreza é ignorar a desigualdade social, a crise política e econômica e o próprio funcionamento do capitalismo – que, para rodar, precisa da miséria de muitos e da riqueza de poucos.

Mas há outra crueldade aí: a que desumaniza. A que diz, com todas as palavras que o pobre não pode ter NADA.

“Está passando fome e ainda quer ter internet?”

“Está passando fome, mas quer ter celular?”

Mesmo se a internet não fosse também meio de sustento, educação, comunicação…
Pessoas precisam de lazer.
Precisam de conforto.

Isso é verdade para ricos e para a classe média. Inclusive, os “eu mereço”, “eu preciso” já viraram até meme:

“Eu preciso viajar”.
“Eu mereço essa bolsa”.
“Eu mereço esses mimos”.


Você já pensou sobre isso? Me conte nos comentários!

Compartilhe esse post e ajude pessoas a repensarem a romantização da pobreza.

Ah! Me siga no @clarafagundes para mais análises pop e conteúdos educativos como esse ✨

Previous PostNext Post

❤ Você também vai gostar ❤

2 Comentários

  • ResponderCamila Faria23 de dezembro de 2021 at 8:43 PM

    Clara, você (como sempre) é muito coerente e eu AMO quando você fala essas verdades maravilhosas que TODO MUNDO deveria ouvir ~ e refletir muito a respeito. <3

    Um beijo querida e um ótimo final de ano :*

  • ResponderIdeias para desaprender em 2022 - Blog DeClara - Inspirar18 de janeiro de 2022 at 11:28 AM

    […] narrativas do “pobre que gosta de ser pobre” e do “pobre que merece ser pobre” andam juntas e são mentiras que já passaram da hora de ser […]

  • Responda

    O MITO DO POBRE FELIZ EM SER POBRE5 coisas para ler e verExplicando: cultura do estuproEXPRESSÕES DA RIVALIDADE FEMININAO MITO DA BRUXA E O FEMINISMO