Por que as mulheres estão exaustas? uma lista feminista

Por que as mulheres estão exaustas? uma lista feminista

A exaustão feminina e o feminismo

Por que: as licenças maternidade e paternidade são diferentes?⁣⁣ Tantas mães saíram do mercado de trabalho na pandemia?⁣⁣ Os números de homens e mulheres que passaram a cuidar de alguém no período são tão desiguais? ⁣⁣

Afinal, por que as mulheres estão exaustas? ⁣E como diminuir a exaustão geral?⁣

Essas perguntas foram temas da minha live com Monica Sapucaia, pesquisadora e coordenadora do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (@sp.id). 

Você está exausta? Conhece mulheres exaustas? Listei os motivos:

Carga mental

Ou seja, o trabalho invisível de gestão atribuído às mulheres.

A carga mental é um peso extra atribuído às mulheres na sociedade patriarcal. Ela explica porque, apesar dos muitos avanços, ainda cabe aos homens o papel de “ajudar” em casa, enquanto as mulheres seguem as responsáveis. Precisamos pedir, ensinar, gerir o lar e a criação dos filhos.

O Patriarcado

No mercado de trabalho, em casa, no ambiente de estudos, no relacionamento, no dia a dia.

Cultura do estupro, cultura da pedofilia, assédio, medo, culpabilização feminina, desigualdade e falta de representatividade na política, Justiça, mídia, liderança de empresas, e em todos os espaços…

“Só” algumas opressões que contribuem para a exaustão feminina.

Pandemia

EAD, isolamento e ondas de demissões resultaram na menor participação de mulheres no mercado de trabalho em 30 anos.

Quem assume o lugar da escola na educação dos filhos? Quem assume o cuidado dos idosos e enfermos da família? As mulheres.

Não por acaso, cerca de 50% das mulheres passaram, no período, a se responsabilizar por alguém.

Pressão estética

O julgamento constante da aparência feminina e a ideia doentia de que o valor social das mulheres está na beleza e na juventude.

Está no almoço de família, entrevista de emprego, na TV, na publicidade, nas redes sociais…

É um esforço mental, financeiro e físico para caber em um padrão inatingível.

E então…

Chegamos a um consenso: A exaustão feminina NÃO É um problema individual. As mulheres ficarão menos exaustas com o avanço do feminismo e dos direitos femininos.

Gostou da reflexão? Compartilhe! Esses debates precisam chegar na Academia, no Direito, na política, na mídia, no mercado de trabalho.

Acompanhe também @clarafagundes para mais conteúdos educativos e feministas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Compartilhe

clara-fagundes-pesquisadora-do-futuro

27 anos, nordestina em SP, publicitária graduada e pós graduada pela USP, escritora e apaixonadíssima por moda, cinema, viajar e sorvete. Fico entediada bem rapidinho com as coisas, então, costumo fazer várias ao mesmo tempo. Vivo à procura de encanto.

Categorias

Podcasts de Clara

Encante-se com o trabalho de Clara

Carta Bruxa

Deixe seu e-mail para ser surpreendida com uma newsletter quinzenal mágica na sua caixa de entrada.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!