Sem categoria

Nossa, Felipe. É verdade. Acho que eu sou tão arisca …

Comment on “E seu namorado deixa?”, a Revolução Francesa e relacionamentos normais by Clara Fagundes.

Nossa, Felipe. É verdade. Acho que eu sou tão arisca que ninguém nunca deixou transparecer esse ponto de vista, com medo de levar uma rasteira, mas com certeza já pensaram. Inclusive, já vi em comentários de posts (mas comentário de internet é sempre uma versão piorada de tudo no mundo, né). Concordo total com você e, com certeza, existe mesmo esse ponto de vista, só que ele é maldoso por definição, né? Vem do mesmo lugar e tem motivos semelhantes, só que acho difícil não ver maldade nele.

Clara Fagundes Also Commented

“E seu namorado deixa?”, a Revolução Francesa e relacionamentos normais
Hahahahaha que maravilhosa! Tem gente que merece isso mesmo.


“E seu namorado deixa?”, a Revolução Francesa e relacionamentos normais
Por quê? Eu sou! <3 E foi por isso que vim parar em São Paulo. Não é uma descrição do blog, é uma descrição minha. A do blog você acha clicando no link! <3


“E seu namorado deixa?”, a Revolução Francesa e relacionamentos normais
Uhuuu, vou escrever sim! <3


Recent Comments by Clara Fagundes

E a boa filha a casa torna
Brigada, Gabi! <3


Presentes pro Dia dos Namorados 2016: Compre de quem faz!
Bom saber, Renan!


Eu não quero viver um grande amor
Tão mais saudável, né, Camis?


Como superar um término de namoro mais rápido
Oi, Janaina. É difícil julgar um caso desses, porque é uma questão de prioridades. O quão importante é, para você, que ele seja religioso? Porque eu não acredito que isso possa mudar, sabe? É uma questão de você aceitar ou não. Ele parece cuidar de você, mas talvez o que você queira seja alguém que acredite em Deus. Acredito, sim, que seja algo que possa ser conversado – o jeito que ele fala -, mas não algo que possa ser mudado – ele inventar uma crença que nunca teve para te agradar. Daí vai do seu coração!


Onde tomar sorvete bom e barato em SP #1: Via Motta Gelateria
Que bom, Keyla! Me apaixonei demais também!


Previous Post