coisas para não dizer a um nordestino clara fagundes
Inspirar

Coisas para não dizer a um nordestino

Se você me acompanha aqui pelo blog ou nas redes sociais, já sabe: sou aracajuana, mas moro em São Paulo desde os 16 anos. De lá para cá, já ouvi muitas pérolas e passei por bastante preconceito por ser nordestina. Ou seja, minha lista com coisas para não dizer a um nordestino poderia ter 10, 15, 20 frases… Escolhi 5 por serem as mais comuns.

Recomendo também ver este vídeo sobre preconceito contra nordestinos, separados em categorias, para um tutorial mais completo. Mas vamos lá às 5 coisas para não dizer a um nordestino, a uma nordestina… E, de preferência, a ninguém.

Coisas para não dizer a um nordestino

1. “Nem parece nordestino(a)…”

É uma das coisas para não dizer a um nordestino? Sim. Mas, sinceramente, “nem parece (característica da pessoa)” não deveria ser dito a ninguém. Não é um elogio dizer que alguém não parece ser algo que é. Ainda mais, se for algo que faz a pessoa sentir orgulho. Imagine essa frase em basicamente qualquer outro contexto e será bem fácil perceber que o tom de elogio, na verdade, esconde um preconceito inegável.

“Que inteligente! Nem parece que mulher…”

“Que feminina! Nem parece trans…”

“Que cara gente boa! Nem parece gay…”

Não. É. Elogio. E preste atenção: o “nem parece nordestino” surge muito para falar sobre pessoas brancas, de olhos claros, cabelos lisos, inteligentes, com acesso à educação formal. Ou seja, não raramente, é só um jeitinho disfarçado de reforçar racismo e preconceito de classe.

2. “Baianada” ou “coisa de baiano”

E a minha surpresa quando descobri que “baianada” e “coisa de baiano” significavam xingamentos em São Paulo? Já ouvi das pessoas mais bacanas e com as melhores intenções essas duas expressões para descrever coisas mal feitas ou feias.

Um ultraje, viu? Um estado que nos trouxe alguns dos melhores músicos, escritores, artistas, pesquisadores, eventos ser relacionado à coisa ruim? Não mesmo. E, como disse, sou sergipana. Mas não ser baiana não me impede de achar um absurdo essa expressão preconceituosíssima ainda ser considerada perfeitamente normal.

3. “Que sotaque engraçado/forte/estranho!”

O sotaque nordestino não é engraçado. Não é mais “puxado”. Não é estranho. Não é exótico. O sotaque nordestino não é nem único. Afinal, são nove estados. Nove estados, nove sotaques. E, dentro de cada estado, ainda há diversas variações.

Sotaques são expressões de uma língua. Portanto, não existe um sotaque neutro. Todos os sotaques são diferentes. Não seja bairrista: o seu sotaque é “o normal”, enquanto o do outro é essa invenção exótica. Também não acredite no sotaque nordestino das novelas. Em geral, o que é retratado é mais uma imitação falha de um sotaque supostamente baiano.

Quer saber mais coisas para não dizer a um nordestino? Dê play:

Me acompanhe nas redes sociais, sim?
Previous PostNext Post

❤ Você também vai gostar ❤

Sem comentários

Responda