coisas absurdas que as mulheres ouvem blogueira feminista feminismo blog declara clara fagundes feminista empoderamento feminino girl power
Inspirar

Coisas absurdas que as mulheres ouvem | Feminismo é preciso

Desabafo coletivo: coisas absurdas que as mulheres ouvem

Ser mulher tem um lado incrível e um lado de luta. É incrível ter a nossa sensibilidade e a nossa intuição, ter curvas de todos os tipos, formar laços de amizade inimagináveis e caminhar junto com outras mulheres incríveis. E é uma luta andar sozinha na rua recebendo assédio, receber menos pelos mesmos cargos, enfrentar julgamentos por nossas roupas, por nossos gestos, por nossas origens, pelo nosso corpo, pela maneira como lidamos com a maternidade, enfim. Tudo isso sendo retratadas pela mídia como indefesas, loucas por compromisso, burras, invejosas, competitivas ou meramente pedaços de carne. Pensando nessa luta diária, decidi reunir as coisas absurdas que as mulheres ouvem.

Perguntei a várias pessoas diferentes, nos grupos do facebook, pessoalmente, na minha própria timeline. E, como eu imaginava, as coisas absurdas que as mulheres ouvem são praticamente infinitas. São ofensas, veneninhos e preconceitos quanto a beleza, maquiagem, estilo, gosto para séries e filmes, hábitos, solteirice, maternidade, sexualidade, ambição, carreira, traição e basicamente qualquer outro tópico que possa surgir quando pensamos no gênero feminino.

Essas conversas viraram um vídeo, com várias participações especiais de meninas que têm pouco em comum além do seu gênero. É importante entender essa conexão para tirar delas a culpa pelas coisas absurdas que as mulheres ouvem. Considerando que não têm padrões de comportamento, idade, estilo ou gostos semelhantes e mesmo assim passamos por situações tão análogas, fica mais simples entender que os denominadores comuns são mesmo o gênero e o sexismo da nossa sociedade.

“Se você tivesse 55 quilos, eu casaria com você”.

“Ainda bem que a sua filha morreu, você é muito nova para ser mãe.”

“Como assim você não quer ser mãe? Você nunca se sentirá realizada como mulher se não for mãe”.

“Como você é uma mulher muito moderna, quando a gente casar, eu vou te deixar trabalhar meio período.”

“É por isso que nenhum homem te quer.”

“Mas você gosta de Star Wars mesmo ou fala isso só para pegar os nerds?”

“Com todo respeito, a sua altura não combina com a sua delicadeza”.

Cansamos. Isso é um desabafo coletivo e um aviso de que já chega. Já chega de achar que precisamos de pitacos, julgamentos e conselhos não-solicitados. Já chega de “sem querer ofender, mas”. Já chega de “mas se eu fosse você”. E certamente já chega de indiretinhas que questionam se gostamos do que dizemos gostar, sabemos o que dizemos saber ou somos quem sabemos ser.  

Infelizmente, é difícil encontrar uma mulher que não consiga citar, sem pensar muito, algumas situações absurdas pelas quais já passou só por ser mulher. E é por isso que falar sobre o assunto é tão importante: porque essas coisas viraram normais, quando certamente não deveriam. Precisamos debater sobre elas, desconstruir alguns pensamentos e ter a certeza de que não, não estamos sozinhas.

E você, se identificou com alguma das coisas absurdas que as mulheres ouvem que apareceram no vídeo? Tem outras frases e situações para contar? Deixe nos comentários e vamos desabafar juntas!

Se você gostou desse post, vai gostar de:

Os 7 piores conselhos das comédias românticas“;

E seu namorado deixa?, a Revolução Francesa e os relacionamentos normais“;

Precisamos falar sobre a relação entre cabelo e empoderamento“.

Clique aqui para mais posts com vídeos! 🙂

Me acompanhe nas redes sociais, sim?☀️

Instagram, Facebook. 

antix barrado papoulas blog declara melhores rodízios japoneses de SP
Conheça o meu canal no Youtube!
Previous Post Next Post

❤ Você também vai gostar ❤

1 comentário

  • Responder Camila Faria 27 de setembro de 2017 at 5:10 PM

    Clara do céu, fiquei nervosa só de ver o vídeo. Como alguém pode ter coragem (e uma mente podre) para falar essas coisas? Feminismo, é preciso – E MUITO. Beijos querida :*

    View Comment
  • Responda