Mad Me Peggy feminismo
Explorar

Cinco motivos pelos quais Mad Men é uma série sobre mulheres

Não é novidade que Mad Men é um seriado que preza por suas mulheres. O seu time de roteiristas sempre contou com uma porcentagem muito significativa de mulheres, e o próprio criador do seriado, Matthew Weiner, já declarou em diversas ocasiões a importância que as mulheres e o feminismo têm na trama. O resultado disso é um dos seriados que melhor retratam mulheres da história da televisão.

5 motivos pelos quais Mad Men é uma série sobre mulheres

1. O cenário machista serve de pano de fundo para o heroísmo das personagens femininas

Mad Men Joan

É fácil se assustar com a quantidade de atrocidades que acontecem com as mulheres no seriado. Elas são repetidamente diminuídas, abusadas, menosprezadas e julgadas por uma penca de homens parrudos e importantes no meio da publicidade. No entanto, isso se apresenta muito menos como descaso com construção das personagens femininas e muito mais como uma oportunidade para que elas possam brilhar e crescer na série, à medida em que conquistam vitórias – por meio de muito esforço – nesse meio que lhes é tão hostil.

2. Mesmo as personagens que não prosperam são importantes

BETTY DRAPER

Nem só de vitórias se vive o homem – ou, nesse caso, a mulher. A década de 60, em especial, não era nenhum mar de rosas para quem quer que fosse do sexo feminino. Se donas de casa, secretárias e escritoras não são plenamente respeitadas no nosso século, não é na Nova Iorque de tantos anos atrás que isso vai acontecer. Seria irrealista esperar que todas as mulheres de Mad Men conseguissem sempre finais felizes, mas não é por isso que mesmo as suas derrotas são menos importantes. Elas nos dão a oportunidade de nos identificar e reconhecer tudo pelo que as mulheres passaram e ainda passam até hoje, e a importância de continuar lutando por uma realidade que se mostre mais gentil conosco.

3. As personagens são complexas

E aqui eu não falo só de Peggy Olson ou Joan Holloway. Mesmo as mais secundárias das personagens femininas de Mad Men podem se mostrar surpreendentes, independentes, donas dos próprios sonhos e conflitos internos. Só para citar algumas: Betty, Megan, Rachel, Marie, Dawn e até Meredith (<3). Todas personagens que, em um ponto ou outro do seriado, surpreendem com suas personalidades, desejos e/ou trajetórias (mesmo que com ressalvas).

4. A passagem da infância para a adolescência feminina é retratada com maestria

Mad Men Sally

Sou suspeita a falar sobre isso, já que Sally Draper é uma personagem que amo do fundo do coração, mas não poderia deixar de ressaltar o espaço ela ganha ao longo das temporadas. É incrível ver Sally evoluir de uma garotinha que não entende muito bem o mundo para uma adolescente que, por vezes, se horroriza e machuca com a feiura dos comportamentos adultos que se desenrolam ao seu redor e, por outras, é capaz de emular esses mesmos comportamentos. Poucas coisas me comovem mais do que essa transição de Sally para a vida adulta, e a forma como os seus sonhos infantis aos poucos são substituídos por amargas doses de realidade. Ver Sally descobrir quem realmente são seus pais e os demais adultos à sua volta, se revoltar com esse conhecimento tão duro e depois passar a de certa forma compreendê-los é impressionante.

5. Peggy. Fucking. Olson.

Elisabeth Moss as Peggy Olson - Mad Men _ Season 7B, Episode 12 - Photo Credit: Courtesy of AMC

Peggy passa por quase tudo que uma mulher de qualquer tempo já passou ou pode vir a passar, em maiores ou menores medidas. Ela é menosprezada, usada, julgada pela aparência, julgada pelas escolhas de vida e posta nas mais delicadas situações, profissional e pessoalmente. Ainda assim, ela prevalece. Não sem danos, não como um modelo perfeito e inabalável de mulher, mas como uma pessoa que nunca desiste e nem abre mão dos seus valores e sonhos. Entre altos e baixos, é talvez uma das únicas personagens pelas quais vale a pena torcer com todo o coração, e vê-la conquistar seu espaço é certamente o ponto mais alto do seriado.

Gostou desse texto? Vai gostar também de: A série de cada signo: veja qual é a sua! 

[Mad Men, por exemplo, é perfeita para as pessoas de Touro.]

Previous Post Next Post

❤ Você também vai gostar ❤

10 Comentários

  • Responder VANESSA BRUNT 18 de julho de 2016 at 11:18 AM

    UAU! Nunca vi a série, mas agora estou roendo as unhas para conferir! Que maravilha! Adorei os pontos que indicou, sendo super críticos, reflexivos e com alas para que possamos abrir e refletir, cabendo em releituras internas.

    http://WWW.SEMQUASES.COM

    View Comment
    • Responder Isadora 21 de julho de 2016 at 10:26 PM

      É ótima, apesar de muito intensa (muitas vezes eu tinha dificuldade em avançar porque os episódios me drenavam um pouco emocionalmente haha)

      View Comment
  • Responder VANESSA BRUNT 18 de julho de 2016 at 11:35 AM

    Poxa, estou tentando deixar comentários aqui há séculos e não está indo. ): Estou tentando novamente, rs. O fato é que adorei loucamente os pontos que abordou e aprofundou e ainda não tinha ouvido falar da série, mas agora estou roendo unhas loucamente para conferir! Reflexiva, crítica, densa e repleta de alas abertas para que possamos ter proveitosas releituras internas… assim parece caminhar. Adorei!

    http://www.semquases.com

    View Comment
    • Responder Isadora 21 de julho de 2016 at 10:27 PM

      Obrigada pela persistência em comentar! Haha
      Fico feliz que tenha gostado do post <3
      Esse é realmente um seriado que vale a pena

      View Comment
  • Responder Ane Santanna 20 de julho de 2016 at 3:20 PM

    Eu amo essa série por varios motivos. Apesar de fazer Design de Moda, meu coração tem um pé na publicidade, e foi o que me levou a ver a série. Queria me sentir um pouco na pele deles sabe? no mundinho? (Apesar de que na vida real, as coisas não são assim). E amo a Peggy, a forma que ela chegou silenciosa na série, até um pouco ofuscada pelos homens e depois tomou a coisa toda, de certa forma, pra ela, tendo o poder nas mãos. Me identificou inteiramente com ela <3

    View Comment
    • Responder Isadora 21 de julho de 2016 at 10:29 PM

      Ai, e se você faz design de moda é mais um motivo pra amar a série, né, com aqueles figurinos maravilhosos! Recomendo os comentários do Tom & Lorenzo sobre as roupitchas (http://www.tomandlorenzo.com/), eles sempre faziam posts analisando os figurinos dos episódios, descobri o site por uma amiga e amei! Vontade de roubar todo o guarda roupa da Megan haha

      View Comment
  • Responder Luiza Marques 21 de julho de 2016 at 10:50 PM

    Essa série é incrível!!! Eu faço faculdade de comunicação e isso foi o que me fez querer (e muito!) assistir Mad Men. A série tem tantos aspectos sensacionais que fica quase difícil escolher o melhor. “Quase” porque suas mulheres se superam a cada temporada e dão um toque maravilhoso aos episódios. Amei ter acompanhado o crescimento e desenvolvimento da Peggy, da Joan e da Sally! Elas são tão fortes e servem de exemplo <3

    Amei o post!

    View Comment
    • Responder Isadora 10 de agosto de 2016 at 11:46 PM

      Muito obrigada, Luiza! Amo quando encontro pessoas que se sentem do mesmo jeito quanto a personagens pelos quais tenho tanto carinho <3

      View Comment
  • Responder Liz 25 de julho de 2016 at 12:48 AM

    Socorro!! Não fazia ideia. Sempre to buscando seriados com esse foco. Indo ver em 3, 2, 1..

    View Comment
  • Responder A série de cada signo: veja qual é a sua! - Blog DeClara 7 de novembro de 2016 at 5:00 PM

    […] O estereótipo dos taurinos quase sempre gira em torno da paixão por comida, né? Decidi seguir por outro lado e escolher uma série pensando na sua determinação e no seu fascínio por poder e conforto ao indicar a premiadíssima Mad Men. Eu já falei sobre Mad Men aqui porque, para mim, é um dos 5 seriados que todo mundo – do signo de Touro ou não – deveria ver antes de morrer. Pra quem não conhece, Mad Men traça o retrato histórico perfeito dos Self-made men do século passado, e descreve como nenhum livro acadêmico as décadas de 60 e 70 por meio da procura incessante desse grupo de publicitários por sucesso, riqueza e reconhecimento. Bônus: tem no Netflix. Bônus 2: embora se passe num período machista, é uma série sobre mulheres.  […]

    View Comment
  • Responda