20 coisas que toda garota de 20 anos precisa saber
Inspirar

20 coisas que toda garota de 20 anos precisa saber

| O que toda garota de 20 anos precisa saber? |

Recentemente, escrevi um post sobre as 15 coisas que toda garota de 15 anos precisa saber e ele fez tanto sucesso que achei importante fazer também um sobre as coisas que toda garota de 20 anos precisa saber. Somos diferentes entre si e, portanto, teremos aprendizados diferentes e em tempos diferentes, porém, quanto mais cedo você aprender essas coisas abaixo, melhor. Essa lista com as 20 coisas que toda garota de 20 anos precisa saber reúne coisas que aprendi empiricamente antes, durante e depois do meu vigésimo aniversário.

As 20 coisas que toda garota de 20 anos precisa saber

1. Você não é tão diferentona assim.

Não é só você que se sente sozinha. Não é só você que queria mais compreensão dos outros. Não é só você que insiste em ter guilty pleasures supostamente vergonhosos. Não é só você que não sente vontade de sair logo na sexta à noite. Simplesmente não é só você que [insira aqui absolutamente qualquer coisa]. Aprender isso não só te ajuda a se sentir menos sozinha no mundo, quanto te abre as portas da sinceridade para com você mesma e para com os outros também. No momento em que você percebe que não é tão diferentona, esquisita, pioneira assim, você pode fazer amizades incríveis – com gente que tem as mesmas esquisitices que você -, desenvolver a sua empatia como nunca antes, além de começar a se permitir ser quem você é. E isso é algo maravilhoso.

2. Essa é a melhor hora para ser corajosa.

Não há momento mais propício para ser corajosa do que os vinte anos. Você (provavelmente) ainda não tem uma família para sustentar e dificilmente já está no emprego da sua vida. Ainda assim, a chance de ter mais independência do que tinha aos 15 é alta. Essa é a hora de se demitir do estágio que te deixa triste para encontrar algo melhor, de aplicar pra todos os processos seletivos de intercâmbio disponíveis na internet, de juntar todo o seu dinheiro e sair de mochilão pelo mundo. É a hora de fazer parte de absolutamente todos os programas de extensão da sua faculdade ou de mudar de curso porque aquele realmente não era pra você. Não é que você deva ser irresponsável – longe disso! -, é só que essa é a hora de buscar o que você quer sem medo. Se não agora, quando?  

3. Você merece mais.

Uma coisa que toda garota de 20 anos precisa saber… Assim como as de 15, 25, 30, 40. Aceitar o quase é abrir mão do todo. Muitas vezes, caímos em situações que nos diminuem e nem sempre conseguimos controlar isso. Se esse é o seu caso, não hesite em pedir ajuda. Nunca é tarde para tentar fazer o que é certo para você, ok?

4. Seus sonhos vão mudar.

É meio assustador pensar no quanto a gente muda ao longo dos anos. Você pode ter passado toda a infância e a adolescência sonhando com um certo futuro e, de repente, não querer mais nada daquilo. Tudo bem ficar confusa, mudar de ideia, não saber exatamente o que quer da sua vida. Você tem 20 anos e seus sonhos vão mudar.

5. Existe mais de um amor da sua vida.

“O amor verdadeiro é para a vida toda.” Essa é, talvez, uma das maiores mentiras que nos contam. Existem diferentes tipos de amores, com durações distintas e cada um deles pode ser verdadeiro, a seu modo. Não é porque terminou que não era verdadeiro. Não é porque durou muito que deu certo. Às vezes, deu mais certo aquele relacionamento amoroso saudável que durou seis meses do que um de dez anos cheio de mentiras, inseguranças e manipulação. O único grande amor que precisa realmente durar a sua vida inteira é o amor próprio. Os outros… Que sejam eternos enquanto te fizerem bem.

6. Feminismo é amor.

Toda garota de 20 anos precisa saber que feminismo é amor. Feminismo é acreditar que mulheres não são inimigas, é acreditar que ninguém tem o direito de te julgar só por ser mulher, é acreditar em direitos iguais para homens e mulheres. A palavra feminismo virou tabu – se é que um dia deixou de ser -, mas adotar a ideologia pode mudar a sua vida. E te garantir muitas amigas incríveis.

7. Ninguém merece joguinho.

Não sei exatamente como isso começou: foi com os filmes? As músicas? Os seriados? Os livros? Seja lá como for, o hábito de fazer joguinhos de conquista e até em relacionamentos foi instalado na nossa mente como o único jeito de conquistar ou manter alguém apaixonado. Colocaram na nossa cabeça que demonstrar interesse é broxante, que declarar nosso amor é desespero, que sinceridade não é sexy e, nossa, que preguiça. Parar de fazer joguinhos só te trará coisas boas: transparência, fluidez e maturidade nas relações. Seja você. Deixe que a pessoa seja ela mesma. Assim, fica até mais fácil saber se vocês combinam ou não.

8. Você não é obrigada.

Você não é obrigada a namorar porque todas as suas amigas estão namorando. Você não é obrigada a sair todo fim de semana só porque seus amigos vão. Você não é obrigada a conviver com familiares que sempre te trataram mal. Você não é obrigada a se sentir desconfortável só para deixar outras pessoas confortáveis.

9. Sempre que puder, viaje.

Em geral, aos 20 anos, você tem mais dinheiro do que tinha na adolescência, embora ainda menos do que terá em alguns anos (se tudo der certo). Além disso, a grande maioria das universidades tem programas de intercâmbio em parceria com faculdades de fora do Brasil. Invista nisso. E, sempre que puder, viaje. Viagens não são só experiências de vida incríveis, como serão bons acréscimos ao seu currículo: o melhor de dois mundos.

10. O amor mais importante é o amor próprio.

Esse é um daqueles aprendizados para a vida que, quanto mais cedo você entender, melhor será. A pessoa mais importante da sua vida sempre, sempre será você mesma. Isso não faz de você egoísta, individualista, autocentrada. Faz de você uma pessoa saudável e bem mais apta a ter relações também saudáveis.

11. Não existe um rito de passagem pra virar adulta.

Não existe um clique que separa a adolescência da vida adulta. Você não fica milagrosamente mais sábia, falando palavras mais difíceis ou expert em habilidades adultas como cozinhar ou entender de decoração. Eu diria que a vida adulta vai se aprochegando com o aumento das responsabilidades e a maior noção do dinheiro na hora de comprar ~coisinhas no supermercado. Não existe fórmula ou idade certa pra crescer. E o processo nunca para… Feliz ou infelizmente.

12. Gentileza seletiva não é gentileza.

Toda garota de 20 anos precisa saber que não existe gentileza seletiva. Não existe cavalheirismo. Gentileza é uma daquelas coisas que ou são 100%, ou não são. Alguém que é “gentil” com você, mas é a grosseria em pessoa com a mãe, o garçom, o porteiro, os subordinados no trabalho… Não é gentil, só tem algum interesse. Esse interesse pode ser sexual, intelectual, profissional: seja como for, é interesse e não gentileza. Corra, Lola, corra!

13. Você nunca vai estar pronta.

Não espere estar 100% pronta para executar suas ideias. Não faça um curso seguro pra depois seguir o curso dos seus sonhos. Nem pense em aguardar um sinal dos céus que diz que, finalmente, é a hora de tentar fazer o que você sempre quis. Ele não virá. Você vai ter medo, vai achar que tudo vai dar errado, vai querer jogar tudo pro alto: ainda assim, tenha coragem e faça sem estar pronta. É mais fácil fazer dar certo adaptando o “não-pronto” do que o que nem foi começado, né?

14. É bem possível ser feliz sozinha.

Um dos aprendizados que toda garota de 20 anos precisa saber que eu fiz bem cedo. É também o conselho que eu mais dei na minha vida. Não acredite nesse imaginário coletivo que diz que é impossível ser feliz sozinha. Não só é possível, como é necessário ser feliz sozinha para conseguir ser feliz com outra pessoa. Anote num post-it, cole no armário e repita todos os dias: “eu sou a minha melhor companhia!” Lembre-se: se você, que se conhece como ninguém, não amar a sua própria companhia, quem vai?

15. A vida não é uma comédia romântica.

As comédias românticas estragaram a vida real. O boy lixo dificilmente vai mudar e virar um príncipe por sua causa. Os relacionamentos cheios de brigas e fortes emoções são bem mais cansativos do que românticos. Ciúme excessivo não é prova de amor, é motivo pra sair correndo pelas colinas mesmo. Erros não são resolvidos com demonstrações públicas de afeto. “Não” quer dizer “não” mesmo. Joguinhos são muito cansativos. São tantos os pontos em que a vida real é diferente das comédias românticas que fica difícil até listar.

16. Ninguém começa no topo.

Toda garota de 20 anos precisa saber que nada é fácil e ninguém começa no topo. Nós sentimos uma ansiedade tão grande em relação ao nosso futuro, a “dar tudo certo” e realizar nossos sonhos que esquecemos que, na vida real, não existem os hacks do The Sims. A não ser que você seja extremamente privilegiado ou tenha muita, muita sorte, você precisará trabalhar, estudar e conquistar com garras e dentes o seu espacinho ao Sol.

17. Tudo é questão de prioridade.

Não existe falta de tempo por mais de um ou dois meses. Tudo nessa vida é questão de prioridade. Isso vale para os outros e vale pra você também: se você simplesmente nunca consegue arranjar tempo para ver alguém, mas milagrosamente arranja tempo para mil outras coisas… Essa pessoa não é sua prioridade, embora isso não queira dizer que nunca tenha sido ou que nunca mais voltará a ser.

18. Confie na sua intuição.

Taí um grande aprendizado. Se você tem a impressão de que é melhor não fazer alguma coisa, conviver com alguém, ir a algum lugar, acredite nesse sentimento. Melhor errar pelo excesso do que depois cair numa cilada sobre a qual a sua intuição te avisou…

19. Não escolha o caminho mais fácil.

Muito raramente o caminho mais fácil será uma boa escolha. A vida não é fácil. Se a sua solução parece simples demais, enquanto todo mundo está ralando pra conseguir os mesmos resultados, a chance de ela ser uma armadilha é altíssima. Não é só você que é esperta no mundo. Esse pode parecer o caminho mais fácil agora, mas as consequências virão lá na frente e você vai se arrepender de ter achado que todo mundo era burro, menos você. Lembre-se da história dos três porquinhos ou da cigarra e da formiga! Sábias historinhas.

20. Grosseria não é sinceridade.

Na adolescência e mesmo na infância, é normal acreditar que a sinceridade vem acima de tudo. Pois saiba que: não. Apenas não. Toda garota de 20 anos precisa saber que se ninguém te perguntou a sua opinião *sincera*, ou o assunto não tem nada a ver com você ou sua *sinceridade* não irá ajudar em nada, só piorar a situação, é perfeitamente aceitável ficar calada. Antes calada do que grosseira. Se você acha complicado separar sinceridade e grosseria, clique aqui.

Você concorda que toda garota de 20 anos precisa saber dessas coisas? O que cê acha que faltou? 

Gostou? Clique aqui para mais posts da categoria “Sentir” do Blog Declara. 


Psiu, me acompanhe nas redes sociais, sim?
antix barrado papoulas blog declara toda garota de 20 anos precisa saber
Instagram, Facebook, Pinterest.
 
Previous Post Next Post

❤ Você também vai gostar ❤

23 Comentários

  • Responder Gabriela Dahmer Coitinho 21 de setembro de 2016 at 3:57 PM

    Depois de ler esse texto e dicas, estou me sentindo inserida no mundo, de novo. Ufa! Não estou sozinha nessa, menos mal kkkk. Quase chorei com a 3, e a 4 já me assustou muito no início. Porra maaano (desculpe o palavriado, mas não tem definição melhor de exasperação que essa), esse post me desmoronou por completa. Eu ia citar os que mais me identifiquei e fazer anotações, mas pow, todos itens me acertaram em cheio. To quase nos 30 (ok, to com 26) e muitas dessas coisas eu só fui aprender a pouco tempo. As vezes cai a ficha de repente, mas muitas levamos tempos para conseguir entender.

    Tu não pensa em escrever um livro de auto ajuda? Tipo os da Isa Freitas. Pq sério, se escrever, eu vou comprar.

    Beijos,

    View Comment
  • Responder Giulliana Cristina 22 de setembro de 2016 at 3:50 PM

    Queria dizer que eu li e reli esse texto várias vezes e parece que todas as minhas inseguranças foram jogadas na mesa e totalmente discorridas. Faço 20 anos ano que vem, e parece que o mundo ta se voltando contra mim, mas é bom saber que eu nao sou a diferentona e que eu sou a unica responsável por fazer minha vida. Seja ela pra trabalhar, viajar ou ficar de boas. Gente, eu to apaixonada ♥♥♥

    View Comment
  • Responder Ane carol 22 de setembro de 2016 at 10:52 PM

    Já tinha gostando do post que você fez com 15 coisas que uma garota de 15 anos precisava saber. Agora vendo esse que se encaixa na minha faixa etária eu amei. Realmente tudo que você citou se encaixa perfeitamente nessa fase. Continue com postagens assim!

    View Comment
  • Responder kamii 22 de setembro de 2016 at 11:31 PM

    Realmente amei o texto, e se tem uma coisa que ainda ta difícil pra mim é o “2. Essa é a melhor hora para ser corajosa.” eu acho que eu realmente podia ter feito mais com a minha vida acadêmica, mas foi boa como foi. Agora é aproveitar e viajar e tentar um emprego que eu realmente goste.
    Achei engraçado o “11. Não existe um rito de passagem pra virar adulta.” porque eu vivo inventando frases tipo “você sabe que virou adulta quando… sabe o que tá mais barato em que mercado, acha melhor fazer macarrão do que miojo, começa a gostar de agua com gás” adoro soltar umas dessas hahaha
    Sobre amor próprio e aprender a ser feliz sozinha, nossa, sim, não acredito que teria um relacionamento tão bom quanto o que eu tenho hoje se não tivesse plena certeza de que sim, eu estava muito bem sozinha. Isso faz muita diferença tanto internamente quanto com todas as relações sociais e acho isso incrível.

    Enfim, eu poderia comentar todos os itens, mas ia ser enorme hahaha Amei o texto 🙂

    View Comment
  • Responder Deise Lima 23 de setembro de 2016 at 12:31 AM

    Eu tive uma crise de choro, no meu aniversário de 21 anos (março deste ano) quando fui dormir e reparei que as coisas teriam que mudar, eu seria uma pessoa diferente a partir dali, mas nada estava acontecendo. Eu me sentia estagnada e desestimulada, uma crise sobre continuar na faculdade de arquitetura ou não, muitas dúvidas e angustias. Tive apoio e um abraço do meu namorado que esteva do meu lado nessa hora, aguentei firme e segui. Um mês depois consegui um contrato de estágio para 4 meses, novas responsabilidades surgiram, conheci pessoas novas e tenho me permitido novas experiências e aprendizados a cada dia. O contrato acabou e logo comecei num projeto de pesquisa na faculdade. Tudo tem seu tempo. As coisas se ajeitam, precisamos acreditar! Esses conselhos, são maravilhosos, Clara. Alguns deles eu já carrego comigo, outros já sabia mas não coloco em prática e outros recebi agora. Suas palavras são como um abraço de uma amiga super sincera. E vou buscar te ouvir e seguir meus vinte e poucos de forma melhor!
    Um abraço aqui de Salvador! :3

    View Comment
    • Responder Clara Fagundes 25 de outubro de 2016 at 4:03 PM

      Que comentário maravilhoso, Deise, sério! A minha crise foi dos 19 para os 20, senti como se estivesse totalmente entrando em outra fase de vida, principalmente porque seria o último ano de faculdade. Concordo totalmente que tudo tem seu tempo e fico bem feliz que minhas palavras serviram de abraço <3

      View Comment
  • Responder Karina Pinho 23 de setembro de 2016 at 4:18 PM

    Real oficial esse texto! Os sonhos vão mudar, é possível viver sozinha sim, e o melhor feliz! Quando a gente entende isso, às vezes vira até preferência estar sozinha! Não tem rito de passagem pra vida adulta mesmo! Tudo acontece muito rápido, e a gente nem percebe. Quando vê já tá no fim da faculdade precisando arrumar um emprego, sair de casa e começar a pensar se quer casar e ter filhos! Amei esse texto, e berando os 21 já eu digo que já vivi tudo isso! *me sentindo velha* hahaha

    View Comment
  • Responder Gabriela 23 de setembro de 2016 at 10:59 PM

    Eu vou fazer 20 ano que vem e ainda to aprendendo muita coisa e me descobrindo

    View Comment
  • Responder Thaís 24 de setembro de 2016 at 11:13 PM

    Eu ia começar a falar ”adorei o item número tal e tal”, mas não dá! HAHAH Todos são maravilhosos e eu fui concordando a cada linha desse texto. Com exatamente 20 anos eu pedi demissão de um emprego tóxico, e hoje em dia tenho um emprego em que me deixa super bem. Ainda preciso viajar, mas já estou me planejando para isso, pois quero muito. Não consigo ficar de joguinhos! Acho muito chato. Acho mais chato ainda quem acha que as pessoas que não fazem joguinhos são desesperadas. Não! A gente só quer curtir a vida numa boa, sem precisar ficar escondendo o que sentimos. E definitivamente, a melhor de todas é sobre amor próprio e que precisamos entender que é possível sim ser feliz sozinha! Eu sempre falo isso para mim mesma, até porque isso ajuda em casos de términos, eles são terríveis, mas se gostamos da nossa própria companhia, fica tudo mais fácil. Ai, são tantos items que concordo… ficaria até amanhã comentando! hahaha
    Um beijo.

    View Comment
  • Responder Nattany Martins 26 de setembro de 2016 at 10:14 AM

    Esse lance das intuições são suuuper reais. A gente tem que levar em consideração que somos racionais, mas temos instintos. Essa intuição nada mais é que o nosso instinto de sobrevivência nos alertando, e deixar isso pra lá é sinal que vai dar merda, na CERTA!

    View Comment
  • Responder Regiane Nepomuceno 27 de setembro de 2016 at 9:14 AM

    Realmente descobri muitas dessas dicas com a vida.
    Acho legal, que mesmo passando o tempo, não sentimos o tempo passar.
    É como se as responsabilidades aumentassem, os problemas aumentassem,
    mas a pessoa que encara tudo não mudasse.
    Tivesse o mesmo jeitinho da menina de quinze, só um pouco mais madura.

    Amei seu post.
    Bjs

    Blog La Rosa Blanca

    View Comment
  • Responder Entre Anas 29 de setembro de 2016 at 4:22 PM

    Clarinha, vou fazer 20 anos daqui 12 dias e esse post caiu como uma luva (principalmente o 13!!), sentiu a conexão? hahaha
    Dia 11 volto aqui para reler tudo isso e colocar na minha cabeça de uma vez por todas o que eu ainda não fixei haha <3

    View Comment
  • Responder Liz 30 de setembro de 2016 at 12:31 PM

    Ai, Clara, seus textos me fazem transbordar <3 tenho 18 mas posso dizer que muita coisa já aprendi na jornada da vida (fico feliz por isso!) mas algumas preciso ainda, claro! A cada dia que passa eu aprendo mais que ninguem começa no topo e tenho aprendido a lidar com o meu ato de me auto criticar…preciso lidar com isso, basicamente, parece bobo mas é aquela coisa que é dificil de soltar, haha. Amei o texto <3

    View Comment
  • Responder Clara Pamponet 30 de setembro de 2016 at 5:04 PM

    Clara! Esse teu post é tudo o que uma garota de 20 anos precisa ouvir, ler, saber! Não sei por que, mas me vi muito nesse texto, deve ser por que está intitulado para todas as garotas de 20 anos! Amei super!
    Beijos,
    http://www.hitsdomomento.com

    View Comment
  • Responder Tamara MR 30 de setembro de 2016 at 5:46 PM

    Meu Deus, não sei nem o que dizer depois desse texto! Aiii só seu sentir! Quase chorei lendo! Quanto conselho verdadeiro. Eu já passei um cadim dos 20 (completo 24 em novembro) mas essas coisas devemos levar para vida! Amei conhecer seu blog, já vou fuçar todos os posts pois me apaixonei! haha
    Parabéns mesmo <3
    Beijos
    tamaravilhosamente.blogspot.com.br

    View Comment
  • Responder Juliana Araújo 30 de setembro de 2016 at 7:38 PM

    O que fazer com o arrependimento que bateu em mim por não ter lido esse post antes? rsrs
    Já amei só pela parte de “sair do estágio que te faz mal” e foi isso que eu fiz! Não me sentia bem lá, apesar de ser a minha única fonte de renda no momento e eu precisar do dinheiro. Precisava da minha sanidade mental, precisava fazer o que eu goste e voltei a cuidar de blogs e a mexer com Webdesign. Lembro até hoje (e sempre lembrarei) da cara de desgosto da minha coordenadora. Ela dizia “eu fico triste porque isso vai ser a profissão de vocês no futuro e vocês já estão desanimadas” – porque eu e minha amiga tínhamos saído, era estágio para professor. Era algo que eu fazia porque eu amava Biologia, e tive que optar pela Licenciatura. Vi que era algo que eu podia fazer, mas não era algo que eu simplesmente amasse e as condições de trabalho são horríveis. Tenho só 21 anos, não posso aceitar o pior para mim e pronto!
    Lembro que com 16 meu sonho era estudar Biologia, e agora não vejo a hora de o curso acabar e eu poder direcioná-lo para Design, que é o curso que eu descobri que eu mereço fazer! Já me impressionei do quanto eu mudei meus sonhos em apenas um ano, já tive tantas ideias, tantos projetos… Já me imaginei morando sozinha e bem-sucedida, mas ainda há muito caminho árduo pela frente.
    Gostei muito de como você falou sobre amores, é a mesma opinião que eu tenho. Claro que já sofri e fiquei triste por conta de alguns relacionamentos e por conta de términos, mas e aí, será que não mereceram ser vividos? O que seria de mim sem esses amores? Não foi bom enquanto durou? Tudo na vida tem início, meio e fim, há aprendizados em tudo e viver é isso…
    Amei o post <3

    View Comment
  • Responder Mariana Menezes 30 de setembro de 2016 at 9:04 PM

    Clara, amei tanto esse post que não consegui escolher um item que eu concordasse mais do que os outros, pois concordo super com tudo! Acho que todas as garotas deveriam ler esse texto, eu farei 20 anos no ano que vem e algumas dessas coisas ainda não entraram na minha cabeça, como o “Você nunca vai estar pronta”. Muuuitas vezes esperamos por um clique, algo que nos mostre o que devemos ou não fazer, mas esse clique não vem. É hora de arriscar e ir na coragem, pois essas acabam sendo as melhores coisas da vida <3 A cada dia aprendemos uma coisa e isso é maravilhoso, reunir tudo o que já tiramos de lição com nossas histórias e aprendizados.

    Beijos!

    View Comment
  • Responder Kaila Garcia 4 de outubro de 2016 at 2:24 PM

    Seu cantinho é maravilhoso, Clara. Amei sua abordagem e todos os seus conselhos, ainda não cheguei nos 20, mais já consigo concordar com diversos tópicos citados. Parabéns!

    http://www.kailagarcia.com

    View Comment
  • Responder Isabela Luccas 7 de outubro de 2016 at 9:18 PM

    Clara, obrigada pelo tapa na cara >< Eu estava precisando ler isso, sério! Estou indo para os meus 21 aninhos, mas um pouco desanimada com as cagadas da vida. Algumas coisas eu já sabia e sigo com o coração aberto. Amei tudo <3

    View Comment
  • Responder Gabriela Charbe 11 de outubro de 2016 at 8:18 PM

    Carambaaaa, que post incrível! É engraçado pensar que a Gabi de 15 anos, é totalmente diferente da Gabi de 19. Na verdade, eu fico feliz de perceber isso. Muitas das coisas que disse no post, pratico todos os dias, é uma longa batalha, mas eu pelo menos tento. Outras, foi um belo de um tapa na cara, confesso. Se você não é forte e não tem o que quer bem definido, o mundo acaba te convertendo, infelizmente. Já cogitei diversas vezes de fazer uma faculdade que eu nunca sonhei em fazer, apenas porque eu já teria um emprego garantido, ganhando bem. Mas é exatamente isso que você disse, a gente tem que correr atrás dos nossos sonhos, sempre. Eu não aguentaria ficar em um escritório, 5 vezes por semana, 8 horas por dia, trabalhando com números, impostos e etc. Posso até não saber o que quero agora, mas isso é uma das poucas coisas que eu tenho certeza nessa vida. Obrigada por esse post tão lindo! Beijos <3

    View Comment
  • Responder NATIELI 21 de outubro de 2016 at 2:04 PM

    Realmente, essa é a melhor hora para ser corajosa, para ser feliz, para se arriscar e correr atrás dos próprios sonhos! Não existe ninguém no mundo que vá me fazer desistir de tudo aquilo que eu quero conquistar em minha vida. Sério, mudei muito de 2015 para 2016 e eu estou tão feliz, que nem sei mais quem eu era no ano passado! E tem coisa melhor do que mudar para melhor? Acredito que não! Amor próprio é tudo na vida. Amo seus textos, eles sempre me inspiram e fazem pensar ainda mais sobre a vida e tudo que tem ao meu redor. Obrigada por ser luz!!!! Beijocasssss <3

    http://www.imcitadin.com.br

    View Comment
  • Responder Isabela 18 de agosto de 2017 at 11:01 PM

    Que maravilha esse post! Essas ideias podem estar empiricamente em nós mas há um momento que precisamos realmente considerá-las válidas. Para mim, esse momento foi agora ao ler este post, à beira dos 20 anos. Simplesmente o que precisava.

    View Comment
  • Responda