Explorar

10 álbuns e músicas para ouvir antes de morrer!

Foto por Cuba Gallery. 
 
Inspirada pelo projeto 5dicasporfavor, escrevi esse texto. A ideia original abrangia apenas 5 livros, 5 filmes e 5 álbuns e foi abandonada pelo seu criador, infelizmente. Eu, por outro lado, ainda gosto dela e só precisei dividi-la e acrescentar 2 categorias para escrever a série de posts que começa agora. Para descobrir os 5 filmes para ver antes de morrer, ler sobre os 5 programas de TV para assistir antes de morrer ou conhecer os 5 livros para ler antes de morrer, clique nos links.

5 álbuns para ouvir antes de morrer

Para ouvir o álbum inteiro, clique nos nomes a seguir.

New York New York (Frank Sinatra, 1983)

Sinatra é o suprassumo da música ocidental. Só isso para justificar os sentimentos paradoxais que incita, uma mistura de “ainda bem que vivi até hoje para conhecê-lo” e “meu Deus, COMO eu consegui viver todo esse tempo sem ele?” E essa dualidade representa bem o seu estilo: uma parceria certeira entre jazz e blues.

Não importa a sua idade, as suas preferências musicais, o seu estilo de vida: se você aprecia música, precisa conhecer Frank Sinatra. Complicado classificar só um dos seus álbuns dentre os “necessários para a vida”, mas, ao mesmo tempo, não poderia ser outro. New York New York possui a alma, a ginga e o coração de Sinatra e me dá calafrios toda vez que paro para ouvir. E isso é pretty much sempre.

1 razão para se apaixonar:

Plans (Death Cab for Cutie, 2005)

Todos os 9 álbuns lançados ao longo dos 17 anos da banda são sensacionais. Todos, todos mesmo. Mas é em Plans que estão Soul Meets Body, Someday You Will Be Loved e I Will Follow You Into the Dark. É, portanto, a escolha elementar. Mergulhe nesta coletânea de músicas românticas e alegres, tristes e melódicas, com tendências do rock e do indie. Pule sem olhar para baixo e não se atreva a pausar. Plans é um álbum coeso, coerente e que fica ainda melhor se ouvido em sequência. Confie em mim.

1 razão para virar fã:

Revolver (The Beatles, 1966)

Beatles. Ponto.

1 razão para ouvir em loop:

Sigh No More (Mumford & Sons, 2009)

Folk, rock e uma pitada de indie country: a identidade minimalista da banda. Formada pelo quarteto inglês mais charmoso dos últimos anos, Mumford já foi trilha sonora de Grey’s Anatomy, One Tree Hill e até da Casa Branca. Lucky Obama. Até hoje só lançou dois álbuns: Sigh No More (2009) e Babel, também impecável, em 2012. No ano passado, avisou um hiato de tempo indeterminado. Tento não molhar o travesseiro toda vez que penso nisso e recomendo Sigh No More com toda a minha alma na tentativa de disseminar o sofrimento dessa ausência em vocês. E também porque não consigo encontrar um único defeito: nesse álbum, nessas músicas, na banda em si.

Para morrer de amores e nunca, nunca, nunca cansar.

Curiosidade: o título do álbum “Sign No More” saiu da peça “Muito barulho por nada”, de Shakespeare. Aproveito a deixa para indicar também essa comédia, que é tão boa quanto um texto de Shakespeare pode ser. Ou seja, bastante.

1 razão para acreditar:


High Flying Birds (Noel Gallagher, 2011)

Ninguém merece uma vida sem Noel.

1 razão para não mais chorar com o fim de Oasis:


 

5 músicas para ouvir antes de morrer

Pitaco: se os seus inúmeros dons não envolvem fluência em inglês, não deixe para procurar a letra depois de já ter ouvido a música. Ouça pela primeira vez com a tradução a tiracolo! Não porque você não vá captar a mensagem de qualquer maneira (provavelmente vai), mas porque a impressão inicial será mil vezes mais bonita se todas as palavras foram compreensíveis.

Amor de Índio (Beto Guedes), interpretada por Milton Nascimento:

Para ouvir todos os dias.

Aquarela, por Toquinho e Vinícius de Moraes:

Não consigo imaginar crescer sem a magia dessa música. E nem seguir, já crescidinho, sem ouvi-la de vez em sempre.

Como nossos pais (Belchior), por Elis Regina:

A maior intérprete brasileira de todos os tempos, emprestando a sua  alma a uma das mais bonitas músicas da MPB. Oh, Elis, por que nos abandonaste?

Don’t Look Back in Anger, Oasis:

É até previsível dizer que a música já é de parar o coração e chorar enquanto simula um microfone com o cabo da escova de cabelo. Ainda assim, nenhuma versão se equipara a essa aqui. Para assistir ao vídeo em tela cheia milhões de vezes… E se arrepiar, inevitavelmente, em cada uma delas.

Defying Gravity (Stephen Schwartz), por Idina Menzel (do musical Wicked):

E a versão original (infelizmente, com péssima qualidade de vídeo):

Para aprender a voar.


Alertinha! Essa publicação é pessoal! Não adianta espernear, mas adianta – e muito – fazer a própria lista nos comentários abaixo ou enviar a sua versão via inbox na fanpage do Blog Declara. Aguardamos novas dicas do que ler, ver e ouvir antes de morrer.

BTW, me acompanhe nas redes sociais, sim?
Instagram, Facebook, Pinterest.

antix barrado papoulas blog declara

Previous Post Next Post

❤ Você também vai gostar ❤

10 Comentários

  • Responder Laura Nóbrega de Abreu 25 de abril de 2014 at 4:13 AM

    Amei muito! E sabe o quê mais? Saltimbancos! Sei que é bem diferente do tom da sua listinha, mas eu não seria quem sou hoje sem Saltimbancos. Infantil, mas genial. Os adultos que não conheceram quando crianças realmente precisam conhecer.
    Ok, estou começando a me lembrar de mais coisas.. Amo música meio flamenca, então certamente incluiria Paco de Lucía ou mesmo Gipsy Kigs na minha lista, e ainda meteria um Bee Gees em algum canto, só não sei qual álbum (amo tudo). Acho que essa lista tende ao infinito hahaha! Amei as dicas, tudo de muito bom gosto e vou ouvir PRA JÁ.

    View Comment
  • Responder 5 programas de TV para ver antes de morrer! | Vida Expressa 6 de maio de 2014 at 10:53 PM

    […] 10 álbuns e músicas para ouvir antes de morrer! […]

    View Comment
  • Responder 3 playlists pra semana: 3 vezes amor! - Vida Expressa 25 de junho de 2014 at 4:25 PM

    […] por Chico. 11. Sina, por Djavan. 12. Amor de Índio, por Milton Nascimento. Dentre as músicas para ouvir antes de morrer. 13. Happy Together, por The Turtles. 14. You Make Me Feel So Young, de Sinatra. Mais uma vez, […]

    View Comment
  • Responder 20 coisas que aprendi em 20 anos! - Vida Expressa 23 de julho de 2014 at 1:50 AM

    […] 10 álbuns e músicas para ouvir antes de morrer! […]

    View Comment
  • Responder 5 programas de TV para ver antes de morrer! – Blog DeClara 3 de agosto de 2015 at 4:28 AM

    […] série de dicas para a vida continua. Depois de saber os 5 álbuns e as 5 músicas que, para mim, você precisa ouvir antes de morrer, chegou a hora de listar os 5 programas de […]

    View Comment
  • Responder Felipe Coelho 10 de janeiro de 2016 at 1:08 PM

    A lista tá super bem feita, mas me permita recomendar Ella and Louis, lançado em 1957. Pura classe!

    View Comment
  • Responder 5 livros para ler antes de morrer! - Blog DeClara 26 de março de 2016 at 4:37 PM

    […] de posts com 5 filmes, 5 programas de TV, 5 álbuns e 5 músicas para ver, ouvir e conhecer antes de morrer, os 5 livros para ler antes de morrer. Para ler os outros posts […]

    View Comment
  • Responder Você não é o seu trabalho - Blog DeClara 29 de maio de 2016 at 6:28 PM

    […] parede do seu quarto. Pergunte da sua infância, seu primeiro beijo, seu melhor amigo, seus sonhos. Fale sobre música, flores, viagens e amores. Depois, talvez, e aí, como anda o […]

    View Comment
  • Responder Resenha de La La Land, o musical do ano com Emma Stone e Ryan Gosling! - Blog DeClara 26 de janeiro de 2017 at 12:59 AM

    […] Um dos maiores méritos do filme é surpreender e fazer questionar: qual a influência das pessoas que amamos nas decisões que fazemos ao longo da vida? Quais dessas escolhas nos afastam do outro? Quais nos aproximam dos nossos sonhos? É impossível sair de “La La Land” sem revisitar todos os “e ses”, todas as possibilidades e todas as pessoas que deixamos pelo caminho. Outro, é ser quase um cartão postal audiovisual de L.A.: acabamos nos apaixonando pela cidade à medida em que Mia se apaixona por jazz, guiada por Seb. É difícil não cair de amores pelo jazz também, mas confesso que sou suspeita porque sempre amei. […]

    View Comment
  • Responda